Blog EGA

Processos produtivos: Saiba identificar as perdas na sua indústria

10/02/2022


Saber como identificar perdas nos processos produtivos dentro da sua indústria é uma das principais preocupações de gestores dos mais variados setores, pois tal ação ajuda a evitar desperdícios de materiais e de produtividade durante todo o processo produtivo.

processos-produtivos

Tais perdas prejudicam a fábrica de diversas formas, visto que causam redução na produtividade, retrabalhos e prejuízo financeiro.

A fim de lhe ajudar a evitar desperdícios durante os processos produtivos, na conversa de hoje falaremos sobre quais são as principais causas de perda de produção, como identificar essas perdas nos processos produtivos e como diminuí-las. Quer saber mais sobre esse tema? Venha conosco!

Quais são as principais causas de perdas no processo produtivo?

processos-produtivos

As perdas produtivas podem ser causadas por diversos motivos. Falaremos sobre as principais causas a seguir:

1 – Superprodução: É a mais comum entre as causas de perdas na produção de uma fábrica.

Pode ocorrer por excesso de produção ou por conta de uma produção antecipada que não foi bem projetada.

Nos casos de excesso de produção, a indústria produz mercadorias além da demanda, criando um estoque que não será vendido rapidamente, gerando custos. Por outro lado, a produção antecipada é quando a indústria produz antecipadamente determinada mercadoria para atender uma demanda que somente irá ocorrer no futuro.

A grande desvantagem é que os produtos ficarão parados, enquanto os recursos da fábrica poderiam ter sido utilizados para produzir itens mais vantajosos à empresa.

2 – Estoque: O conceito engloba não somente os produtos finalizados como também todos os itens que compõem o processo produtivo, tais como insumos, matéria-prima e produtos semiacabados.

É comum que as indústrias possuam um estoque exagerado desses itens, perdendo capital e espaço.

3 – Movimentação: Toda atividade realizada por seus colaboradores que não gere valor ao processo produtivo pode ser considerada uma perda por movimentação. Ou seja, a própria movimentação desnecessária dos trabalhadores no chão de fábrica gera perdas para a empresa.

4 – Espera: Ocorre sempre que um produto fica parado, aguardando a conclusão da próxima etapa do processo. Isso afeta diretamente o lead time de produção, pois demonstra um gargalo no processo produtivo.

5 – Transporte: As perdas ocorrem quando os produtos precisam ser transportados de um ponto ao outro. Embora o transporte seja uma etapa necessária a todas as indústrias, as perdas por transporte evidenciam a necessidade de otimização desse processo.

Quando o transporte não é realizado adequadamente, ocorrem problemas como:

– Gastos desnecessários com combustível;

– Manutenção dos veículos;

– Má utilização da carga;

– Perda de tempo com congestionamentos

6 – Processamento: Essa perda no processo produtivo ocorre quando a indústria realiza processos que não geram valor ao produto no ponto de vista do cliente.

Exemplo: Quando a indústria adiciona etapas no processo produtivo que deixam o produto de uma forma que o cliente não precisa.

7 – Defeitos: A falta de qualidade leva à perda na produção por defeitos e produtos fora das especificações.

Essas falhas geram retrabalhos e consomem recursos da empresa, resultando em perdas diretas, além de comprometer a sua reputação com seus clientes, gerando insatisfação com produtos problemáticos.

Como identificar as perdas nos processos produtivos? Como resolvê-las?

processos-produtivos

Já sabemos quais são as principais perdas no processo produtivo. Contudo, é necessário saber como identificar esse tipo de situação.

A principal forma de identificar falhas nos processos produtivos é através da implementação de soluções de monitoramento de processos. Através delas, é possível integrar as informações de todas as máquinas, permitindo que os gestores descubram onde estão ocorrendo as falhas produtivas imediatamente e viabilizando a implementação de soluções imediatas.

Quer saber como melhorar cada uma das falhas citadas anteriormente? Confira!

1 – Superprodução: O ideal é aprimorar a gestão do planejamento da produção.

A indústria precisa melhorar a previsão de vendas para conseguir planejar a produção, alinhando a capacidade à demanda. Outra solução é trabalhar com a produção puxada ao invés da empurrada.

Caso sua indústria realmente tenha problemas com esse ponto, outra saída pode ser trabalhar com a produção puxada e não empurrada.

2 – Estoque: A indústria deverá reduzir o estoque dos itens utilizados na produção.

Isso pode ser feito através da sincronização entre o momento em que os materiais estão acabando e a chegada dos novos pedidos aos seus fornecedores, permitindo que a empresa reduza o tamanho do armazém e os custos ligados a ele.

3 – Movimentação: A melhoria do layout de fábrica permite a otimização do ambiente de trabalho como um todo.

Além disso, a automação de processos mais simples permite que os trabalhadores se mantenham focados em gerar valor no processo produtivo.

4 – Espera: Nivelar as etapas do processo produtivo permite a redução considerável do tempo de espera entre etapas.

A realização de manutenções em dia também ajuda a evitar paradas na produção por falhas e defeitos.

5 – Transporte: A utilização de um sistema de gestão de frotas que ajude na definição de rotas é uma medida extremamente efetiva. Além disso, a melhoria do layout de fábrica também pode otimizar o transporte interno de produtos.

6 – Processamento: Mantenha contato constante com seus clientes para entender o que realmente precisam e como deixar o seu produto ideal para eles.

7 – Defeitos: A melhoria dos processos e o refinamento do controle da qualidade de seus produtos são medidas importantes para evitar defeitos.

Quer garantir o aprimoramento dos processos produtivos em sua indústria? Conheça a EGA!

A EGA é uma empresa especializada em fornecer soluções em hardware e software na área de automação industrial, trazendo maior eficiência e redução de custos para a sua empresa através da integração de informações de todas as máquinas, viabilizando o monitoramento de processos em tempo real e garantindo a precisão dos dados para que você consiga identificar as falhas nos processos produtivos de sua indústria!

Após identificar as falhas e suas causas, o desenvolvimento de soluções para esses problemas se torna muito mais fácil!

Temos mais de 30 anos de experiência no mercado de engenharia e automação, que se traduzem em um serviço de excelência que será um diferencial competitivo para a sua empresa!

Gostou de saber mais sobre processos produtivos? Acompanhe o nosso Blog e não perca nenhuma novidade sobre engenharia e automação! Nos siga em nossas redes sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn! Até a próxima!